CONTEÚDO NEXIALISTAS

Microlearning: o que é e por que sua empresa deve investir nele

postado em: 08/08/2017

Ilustração de tablet com conteúdo de microlearning

O Microlearning tem sido cada vez mais utilizado quando se considera soluções e ferramentas na área de Treinamento e Desenvolvimento.

De acordo com uma pesquisa da ATD, 92% das companhias que já utilizam o microlearning pretendem ampliar sua atuacão nas ações de aprendizagem. E mais de 67% das que ainda não são adeptas devem começar ainda neste ano.

E não é para menos. O que dizer de um conteúdo que pode ser facilmente acessado, estando ao alcance de suas mãos (no celular). E mais, que transmita conhecimentos na medida e na hora em que você mais precisa.

Fantástico não? É por isso que essa estratégia de aprendizagem tem chamado tanto a atenção de gerentes de RH ou da área de T&D.

Especialmente porque tem tudo a ver com o modus operandi da nova geração que chega ao mercado de trabalho. Nascida na era digital, busca praticidade, objetividade, conteúdo direto, preciso e rápido.

Mas o que é o Microlearning afinal? Vale a pena adotar essa estratégia na empresa?

 

Pílulas de Conhecimento

A cada dia que passa uma constatação se faz mais presente. O foco de qualquer negócio ou atividade tem que estar centrado nas pessoas. E a Educação Corporativa não foge a essa regra.

Para ter equipes mais motivadas e integradas aos resultados da corporação é preciso investir em significado para os colaboradores.

Os profissionais que chegam ao mercado estão acostumados a buscar a informação que precisam, na hora e local em que ela se faz necessária.

Para isso contam com o Youtube, uma rede de conteúdos a um clique no Google e aplicativos de mensagens instantâneas.

Com tantas facilidades 24 horas por dia não é de se estranhar que se distanciem de métodos mais tradicionais.

O Microlearning se adequa a essa realidade. É estruturado em lições mais curtas, com conteúdo  concentrado, relevante e direto.

Focado nas necessidades do aluno são como pílulas de conhecimento. 

O conteúdo é divido por temas ou de acordo com os processos da empresa. A aprendizagem torna-se mais rápida e as informações mais fáceis de serem assimiladas.

Atende ainda a outra característica dessa geração: o autoaprendizado. Além de permitir que a busca de conhecimento ocorra no modelo 70 20 10. Nessa estrutura 70% do aprendizado acontece com os desafios e experiências próprias, 20% por meio da interação com os outros e os 10% restantes com cursos e treinamentos.

São doses menores, mas integradas a um fluxo de aprendizagem. O conteúdo se complementa e permite o planejamento de acordo com as necessidades e objetivos da corporação.

Gif dos Simpsons de alunos com celulares em sala de aula

Mais benefícios para a organização

Os funcionários hoje dedicam cerca de 1% do seu tempo para aprender (cerca de 24 minutos por semana), mas verificam seus telefones 150 vezes ao dia e alteram as abas a cada minuto.

As empresas podem e devem direcionar essa hiper conectividade dos colaboradores para o treinamento e desenvolvimento. O Microlearning se encaixa perfeitamente na rotina de checar e-mails, whatsapp e mídias sociais. Além disso, reduz significativamente a barreira ao engajamento, uma vez que os times têm acesso rápido e efetivo ao conteúdo que precisam.

Confira outras vantagens para as companhias:

  • Capacitação de mais funcionários em menos tempo e a custos menores;
  • Aprendizagem sob demanda de acordo com conveniência ou necessidade;
  • Maior alcance. O funcionário pode fazer a capacitação quer esteja na matriz, escritório, afiliadas ou em um trabalho externo;
  • Soluções personalizadas. A formação está nas mãos do aluno, que retorna ou avança de acordo com seu progresso e background;
  • Aprendizagem alinha aos objetivos da empresa;
  • Materiais educativos de curta duração que são mais rápidos de serem produzidos;
  • Flexibilidade e praticidade. Conteúdo pode ser acessado em diferentes plataformas, como celular, computador ou tablet;
  • Aprendizagem durante todo o processo. Não é preciso concluir todo um curso para aplicar o conteúdo;
  • Facilita o engajamento dos colaboradores com conteúdos dinâmicos como vídeos, jogos, testes e quizz, podcasts, artigos online, simulações de negócios e estudos de caso.

 

Como implantar na corporação

O Microlearning tem sido adotado por indústrias e organizações de diferentes setores e tamanhos. Pode ser aplicado tanto como processos de treinamento e integração, quanto como ferramenta de aprendizagem informal na consulta na solução de problemas.

A Ultragaz, por exemplo, utiliza para capacitar seus 5.000 profissionais de revenda espalhados pelo país e estreitar o relacionamento e engajamento dos colaboradores com a organização, além de padronizar o atendimento ao cliente.

O conteúdo em vídeos ou animações é seguido de quizzes para avaliar se as informações foram assimiladas. A participação é incentivada por meio de pontos distribuídos de acordo com a performance do profissional. Quanto mais acessos ao conteúdo e respostas aos testes, mais pontos e chances de ganhar prêmios.

“A metodologia de Microlearning é uma forma diferente de conseguir transmitir conhecimento de maneira efetiva aos colaboradores em curto espaço de tempo através de exemplos lúdicos. Permitindo quebrar em pílulas de conhecimento as várias informações que gostaríamos de transmitir”, afirma Flávia Jabur Rodrigues Benedito, especialista em Desenvolvimento Humano Organizacional da Ultragaz.

Ilustração de Modelo de treinamento Microlearning da Ultragaz

O que considerar antes de adotar o Microlearning

Com todo o buzz em torno do Microlearning você não precisa se desesperar como se ele fosse a última bolacha (ou biscoito) do pacote. Ou com tantas vantagens pensar em aplicá-lo em todas as áreas de T&D.

O foco na pessoa não pode ser esquecido. Mais do que um portfólio tecnológico de soluções é preciso avaliar o que se adequa melhor às diferentes etapas/necessidades do seu colaborador.

Para o desenvolvimento de habilidades que exigem uma formação mais complexa, por exemplo, podem e devem ser utilizadas outras estratégias de aprendizagem.

É importante destacar ainda que para o sucesso dessa metodologia nas empresas é necessário um bom suporte tecnológico e ferramentas para monitorar e mensurar o desenvolvimento dos funcionários.

Em um mundo cada vez mais mobile first, o Microlearning se torna uma valiosa ferramenta que não pode faltar no mix de soluções do Learning Strategy de sua organização.

Quer uma dica de outra ótima solução de T&D para engajar os colaboradores? Lembra que falamos dos tutorias do Youtube? O vídeo é um meio popular que traz flexibilidade e agilidade para os treinamentos. Leia mais no nosso artigo sobre vídeos corporativos.

Ainda em dúvida se o Microlearning é o que sua corporação precisa nesse momento? Podemos te ajudar. A Nexialistas Consultores desenvolve soluções em aprendizagem e em consultoria personalizadas a realidade de cada empresa. Conte com a gente!

 

 

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar