CONTEÚDO NEXIALISTAS

Como organizar uma trilha de aprendizagem na sua empresa?

postado em: 02/05/2018

Como organizar uma trilha de aprendizagem na sua empresa

Trilha de aprendizagem é um conjunto integrado, sistemático e contínuo de ações para aquisição de conhecimento e construção de competências profissionais e pessoais. As ações vão desde reuniões, aulas presenciais, seminários, workshops até outras formas de aquisição de conhecimento como os microlearnings.

Mas a grande sacada da trilha de aprendizagem é conciliar as necessidades das empresas às aspirações e conveniências dos colaboradores.

O profissional é o protagonista do seu processo, ganha autonomia para criar a sua própria trilha de aprendizagem a partir das suas expectativas, necessidades e do objetivo que quer alcançar.

Trilha de aprendizagem: profissional é protagonista do próprio desenvolvimento

Em educação corporativa foi-se o tempo das ações que só possibilitavam aprendizagem isolada, com tópicos específicos. Neste mundo em que tudo acontece de forma rápida e ao mesmo tempo, funcionam as metodologias que possibilitam ao colaborador receber esse conhecimento de forma prática, integrada ao seu dia a dia, de forma que o desempenho realmente sofra alterações positivas.

As trilhas de aprendizagem são diferentes de treinamento convencional, em que há um roteiro de estudo pré-definido. A transmissão do conhecimento é mais conectada com o ambiente de trabalho do colaborador.

As trilhas surgiram então como métodos eficazes porque são caminhos alternativos e mais flexíveis para promover o desenvolvimento das pessoas, principalmente a partir da visão de que nem todos são iguais em termos de aprendizagem, e até mesmo em termos de habilidades.

Por exemplo, ao mesmo tempo em que um profissional é extremamente conhecedor de suas tarefas e da metodologia organizacional, pode faltar a ele assertividade. Então é neste aspecto que pode sentir necessidade de se desenvolver.

Enquanto outros querem outras abordagens mais específicas a respeito da própria carreira.

Como organizar uma trilha de aprendizagem na sua empresa

Enquanto as grades tradicionais de treinamento, com longas horas de conteúdo teórico, podem não surtir efeitos para muitos profissionais, que preferem novas linguagens e recursos mais dinâmicos.

É importante saber que há dois tipos de trilha de aprendizagem: geral e específica.

  • Geral:  desenvolve competências e habilidades que podem ser utilizadas em todos os setores da empresa.
  • Específica: centrada em habilidades de setores específicos, que também podem ser aplicadas às equipes de outras áreas.

Mas é sempre importante ressaltar que as trilhas de aprendizagem devem ser baseadas em desenvolvimento contínuo.

Como elaborar uma trilha de aprendizagem?

Em primeiro lugar, para elaborar uma trilha de aprendizagem na sua empresa, é preciso realizar uma análise profunda do seu “público”, leia-se colaboradores, e das necessidades de aprendizagem.

Quando se usa as trilhas de aprendizagem é possível resultados como aumento da visão do colaborador a respeito das competências necessárias, nivelamento de conhecimentos, estímulo ao autodesenvolvimento, ambiente de aprendizagem contínua e potencialização do processo de aprendizado.

A chave para criar uma estratégia de trilha de aprendizado pessoal bem-sucedida é desenvolver um plano que combina perfeitamente os fundamentos que a empresa quer transmitir com as necessidades e expectativas de cada aluno/colaborador.

Para elaborar uma trilha de aprendizagem em sua empresa é preciso pensar em três aspectos: flexibilidade,  experiência completa de aprendizagem e a diversidade de estímulos.

via GIPHY

Flexibilidade

No aspecto da flexibilidade, a empresa pode trabalhar com algumas atividades de aprendizagem obrigatória e outras que são escolhidas pelo colaborador. E neste ponto que ele ganha protagonismo.

Sentir que tem controle sobre o seu aprendizado gera a ele uma sensação de empoderamento, mais confiança na sua capacidade.

Estimule ele a pensar: “Para que eu avance, de acordo com minhas próprias aspirações, quais habilidades ou conhecimento eu deveria estar desenvolvendo?”

Experiência

Já no conceito de experiência completa de aprendizagem, as trilhas são elaboradas com uma visão focada no pré e nos pós-treinamento. É quando o conhecimento adquirido já reflete em suas ações no dia a dia.

Diversidade de estímulo

E para dar dinamismo à transmissão de conhecimento, pode-se investir em diferentes recursos, como cursos presenciais e on-line, vídeos, fóruns, tutoria, mentoria, coaching, participação em congressos e projetos, indicação de livros e apostilas.

No microlearning, por exemplo, os profissionais são treinados por meio de pílulas de conhecimento, que transferem aprendizado com vídeos curtos, quizzes e outros recursos, que podem ser acessados pelos smartphones. O profissional acessa quando quiser. Pode ser até  em uma pausa para o café.

Conceber atividades para diferentes estilos de aprendizagem e criar um mix de atividades que inclua ações formais e informais, individuais e em grupo, dinamizam o processo educacional corporativo.

Como o processo é contínuo, não deve apenas ser focado em uma sequência de cursos e atividades que não traram resultados. É muito conveniente que a empresa elabore trilhas de aprendizagem que desenvolvam competências que são consideradas críticas, com abordagem  desenvolvimento a longo prazo.